Liturgia e Homilias na Assunção da Virgem Santa Maria 2017
Destaque

A Assunção de Nossa Senhora é a Páscoa de Maria, é a festa da Sua plena participação na vitória pascal de Seu Filho Jesus Cristo. Maria, sempre unida ao Seu Filho, na vida e até à morte, uma vez concluído o percurso da Sua vida terrena, é associada à glória da Ressurreição de Seu Filho.A assunção de Maria, no meio de agosto, vem tirar a nossa cabeça da areia e fixar os nossos olhos noutro céu e noutro sol.

Homilia na Solenidade da Assunção da Virgem Santa Maria 2017

1.Estamos a meio de agosto! E este sol a pique, sobre o nosso corpo, banhado nas ondas da praia, mostra-se mais sedutor do que o Sol Nascente, que nos visita lá das alturas (Lc 1,78), imagem de Cristo, única fonte de luz e de vida! Nos nossos olhos cintilam, porventura com mais brilho, as luzes intermitentes da noite, do que o luar de um céu estrelado, no qual se projeta a imagem de “uma Mulher revestida de sol, com a lua debaixo dos pés” (Ap 12,1). Agosto está no coração desta estação tola – como lhe chamam os analistas – ou, para ser mais chique, está no coração da silly season, no coração deste tempo inútil, tempo vazio e de distração, em que apetecem mais os prazeres do momento, do que as delícias da vida eterna! Mas é precisamente neste tempo assim, tão alérgico a pensamentos profundos ou a altos ideias, e é neste ambiente tão atirado e atraído para as coisas do mundo, que a Igreja nos convida, na Assunção da Virgem Santa Maria, a entrar na nuvem, a pôr os olhos noutro Céu e a deixarmo-nos iluminar por outro Sol.

2. Fixemos então os nossos olhos no Céu! “Sou do céu”, assim respondeu Nossa Senhora à primeira pergunta de Lúcia, na 1.ª aparição de Fátima, em 13 de maio de 1917. Com Maria e como Ela, também nós, que agora caminhamos na terra, somos já e seremos inteiramente do Céu. Infelizmente, para muitos cristãos, afetados por uma espécie de miopia espiritual, a sua esperança em Cristo está posta apenas na vida presente. Mas a Assunção de Nossa Senhora vem dizer-nos que a promessa da vida eterna, a promessa da plena participação da nossa vida, junto de Deus, já se iniciou em Cristo, já alcançou a vida inteira de Maria, e há de realizar-se em nós. Vivemos, pois, nesta certeza de pertencermos ao Céu. E este céu existe mesmo, não é fantasia. Doravante, o céu está aberto para nós, o céu não está vazio, o céu tem um coração… porque lá Se encontra Maria, nossa Mãe! É em função desta grande esperança, que usamos as coisas do mundo com cuidado amoroso, com moderação e com eterna gratidão; é em função desta esperança que lutamos pela transformação deste mundo num novo céu e numa nova terra!

3. E se a primeira aparição de Maria, em Fátima, nos recordava que somos do Céu, na última fomos convidados pela Irmã Lúcia, a olhar para o sol.  «Olhem para o sol» dizia a vidente à multidão e parece dizer-nos ainda hoje: “olhem para o Sol das vossas vidas que é Deus, Amor e Misericórdia que tudo envolve; olhem para o Sol Nascente que é Jesus Cristo, morto e ressuscitado, «cujos raios dão a vida»”(LF, n.º 1).

4. Mas, queridos irmãos e irmãs, só poderemos olhar para o sol, se uma nuvem não muito espessa estiver entre nós e ele. Essa nuvem, entre o céu e a terra, que nos permite contemplar Deus, é a Virgem Maria, a “Mulher revestida de Sol”, ou, no dizer de Lúcia, “a Senhora mais brilhante que o Sol”. Maria é verdadeiramente essa nuvem, entre nós e o sol, “a nuvem de misericórdia” (S. Tiago de Sarug, + 521), que carrega em si as angústias e as esperanças de todos os seus filhos!

5.Maria, elevada ao céu, é sinal de consolação e esperança para nós, povo peregrino! Para vermos este sinal, aprendamos a pôr os olhos noutro Céu, para receber a eterna luz de um outro Sol! Cantemos hoje e sempre, com renovada esperança e inefável alegria este belo hino da nossa fé, na proteção da Mãe de Deus: “Com minha Mãe estarei / na santa glória um dia; junto à Virgem Maria, / no Céu triunfarei”.

 

__________________

 

Nota breve:Os pontos 3 e 4 desta Homilia são inspirados no livro de Dom João Marcos, A beleza da Virgem Maria. 12 Catequeses sobre Nossa Senhora, Ed. Paulus, Lisboa 2018, pp. 13; 80-81. Recomendo a leitura deste precioso livro.

Top
Usamos cookies para garantir uma melhor navegação no site. Ao continuar a utilizar este site, está a dar o seu consentimento. Mais detalhes…